Variedades

Vídeo: Conselho de Ética arquiva processo contra Janones por suposta ‘rachadinha’; sessão termina em confusão

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados decidiu, nesta quarta-feira (5), não dar prosseguimento ao processo disciplinar contra o deputado André Janones (Avante-MG), relacionado a acusações de envolvimento em um suposto desvio de recursos públicos, conhecido como “rachadinha”. Com 12 votos favoráveis ao arquivamento e 5 contrários, o caso, que vinha gerando intensas discussões, foi encerrado.

A sessão foi marcada por momentos de tensão entre Janones e parlamentares da oposição, culminando em confrontos físicos e verbais. Após a decisão, o deputado precisou ser escoltado pela Polícia Legislativa para deixar o local em segurança.

A denúncia, apresentada pelo PL, alegava que Janones estaria envolvido em um esquema de “rachadinha”, prática ilegal onde assessores são contratados sob a condição de devolver parte dos seus salários. Essa acusação se baseava em uma gravação de áudio de 2019, na qual Janones discutia com assessores sobre devoluções de parte do salário para cobrir prejuízos eleitorais.

O parecer do relator do processo no Conselho, deputado Guilherme Boulos (Psol-SP), recomendou o arquivamento com base na argumentação de que os fatos investigados aconteceram antes do início do mandato parlamentar de Janones. Boulos citou um precedente envolvendo o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa (PT-BA), para embasar sua decisão.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) já havia solicitado ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de um inquérito para investigar as acusações contra Janones, incluindo a quebra do sigilo bancário e fiscal do parlamentar e de alguns assessores. A Polícia Federal aponta inconsistências nos depoimentos dos envolvidos, destacando a necessidade de investigações mais profundas para esclarecer as alegações.

Em sua defesa perante o Conselho, Janones categorizou as acusações como uma “grande armação”, frisando que as denúncias surgiram após a exoneração de um dos ex-assessores em 2022, ainda antes das eleições.

O desfecho deste caso reflete não apenas sobre as práticas internas do Poder Legislativo mas também ressalta a importância da transparência e integridade no exercício da função pública. Enquanto algumas vozes celebram o arquivamento como uma vitória da justiça e da verdade, outras veem como um sinal preocupante sobre a capacidade das instituições em lidar com as denúncias de corrupção.

Artigos relacionados

Variedades

Priscilla Alcântara desabafa sobre desgosto por música gospel

Priscilla Alcântara, conhecida por sua marcante atuação no cenário da música gospel,...

Variedades

VÍDEO: Prefeito Surpreendendo Médicos Plantonistas Dormindo: Confira as Cenas Chocantes

Em um movimento inesperado, o prefeito de São Paulo, Geraldo Pinto de...

Variedades

Ex-esposa de Luciano Camargo debocha de Wanessa após enfrentar processo judicial

Em um desdobramento recente no mundo das celebridades brasileiras, Wanessa Camargo, cantora...

Variedades

Revelação Chocante: Descubra o Conteúdo da Carta de Julia Antes da Prisão no Caso Brigadeirão

Em um desenvolvimento surpreendente no caso que ficou conhecido como o "Crime...